Edital sai este mês, com mínimo de 280 vagas

 

Os interessados em participar do novo concurso de técnico (médio e médio/técnico) e analista (superior) – várias especialidades – do Ministério Público da União (MPU) devem ficar atentos, pois os preparativos estão bastante avançados e o edital sairá ainda este mês, segundo informou à FOLHA DIRIGIDA, na última segunda, dia 1º de julho, o presidente da comissão do concurso, Bruno Calabrich. Segundo ele, já estão garantidas, pelo menos, 280 vagas, além de formação de cadastro de reserva. As oportunidades serão distribuídas por diversos estados, além do Distrito Federal. No entanto, vale destacar que o MPU, independente do número de vagas oferecido, costuma convocar muitos aprovados em suas seleções, sobretudo em razão da grande escassez de servidores que o órgão possui.

“A tendência é chamarmos bem mais aprovados do que o numero de vagas iniciais, mais ou menos como aconteceu no outro concurso”, afirmou o presidente da comissão. Na última seleção para várias especialidades, realizada em 2010, ocorreram cerca de 1.200 convocações. Segundo o procurador, as especialidades no cargo de técnico que devem oferecer mais oportunidades são Transporte, com 41 vagas; Informática, com 29; e Segurança, com 13. Para nível superior, as principais ofertas devem ser para Engenharia Civil, com 26; Engenharia de Segurança do Trabalho, com 15; Tecnologia da Informação (Análise e Desenvolvimento de Sistemas), com 14; Tecnologia da Informação (Análise e Suporte em Informática), com 14; e Contabilidade, com 13. Também haverá vagas para demais áreas dentro da Engenharia, além de Geografia, Medicina, entre outras.
As remunerações iniciais são de R$5.285,16 para técnico e R$8.216,55 para analista, já incluindo os R$373 de auxílio-alimentação. Os servidores do MPU são contratados sob o regime estatutário, ou seja, com garantia de estabilidade. Caso sejam realmente oferecidas todas as áreas previstas (ver abaixo), para o cargo de técnico, as especialidades de Controle Interno, Orçamento e Transporte exigem o nível médio. Esta última, no entanto, exige também carteira de habilitação na categoria D ou E. Já para Edificações, Segurança Institucional, Informação e Comunicação, Enfermagem, Laboratório, Saúde Bucal e Saúde, o candidato deverá ter nível médio/técnico. Sobre a organização do concurso, é tido como certo que o responsável será o Cespe/UnB. O MPU considera que as últimas seleções tiveram sucesso sob responsabilidade desta banca, inclusive a que ainda está em andamento (para técnico administrativo e analista processual), e por isso pretende mantê-la.
As provas do concurso deverão ocorrer em meados de setembro. “Possivelmente, da publicação do edital até a prova haverá um intervalo de 60 dias ou um pouco mais. Não queremos passar demais disso. Mais ou menos como foi no outro”, disse o procurador Bruno Calabrich. O programa ainda não está fechado, porém, o MPU trabalha com a possibilidade de fazer alterações em determinadas matérias, principalmente no que se refere à atualização de disciplinas e alinhamento do conteúdo com a função pretendida. “O que queremos fazer é uma alteração de conteúdo que reflita as atribuições de cada cargo. Não são só mudanças pontuais, mas também não foi mudado drasticamente o conteúdo . A ideia é que mantenhamos a essência que foi cobrada nos concursos anteriores com as alterações necessárias à equivalência das atribuições do cargo atual”, informou o procurador Bruno Calabrich. A região de lotação dos novos servidores dependerá do cargo. Ao ser convocado, o novo servidor pode ser designado para qualquer um dos quatro ramos vinculados ao órgão: Ministério Público Federal (MPF), Ministério Público do Trabalho (MPT), Ministério Público Militar (MPM) e Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT).
Possíveis áreas a serem contempladas no próximo concurso do MPU
Analistas
Apoio Técnico Administrativo (Arquivologia, Atuarial, Biblioteconomia, Comunicação Social, Estatística)
Apoio Técnico Especializado (Finanças e Controle, Gestão Pública, Planejamento e Orçamento)
Medicina (Cardiologia, Clínica Médica, Dermatologia, Endocrinologia, Fisiatria, Ginecologia, Oftalmologia, Otorrinolaringologia, Pediatria, Psiquiatria)
Perícia (Antropologia, Arqueologia, Arquitetura, Biologia, Contabilidade, Economia, Engenharia Agronômica, Engenharia Ambiental, Engenharia Civil, Engenharia de Minas, Engenharia de Segurança do Trabalho, Engenharia Elétrica, Engenharia Florestal, Engenharia Mecânica, Engenharia Química, Engenharia Sanitária, Geografia, Geologia, Medicina do Trabalho, Oceanografia, Tecnologia da Informação e Comunicação)
Saúde (Enfermagem, Farmácia/Bioquímica, Nutrição, Odontologia, Psicologia, Serviço Social)
Tecnologia da Informação e Comunicação (Desenvolvimento de Sistemas Suporte e Infraestrutura)
Técnicos
Apoio Técnico Administrativo (Controle Interno, Edificação, Orçamento, Segurança Institucional, Tecnologia da Informação e Comunicação, Transporte)
Saúde (Enfermagem, Laboratório, Saúde Bucal, Saúde)

0 comentários: