TRF: saiu edital para 2º e 3º graus. Até R$6.551

 
Boa notícia para quem sonha em conquistar a estabilidade do serviço público: saiu o edital do concurso para o Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1ª). A seleção destina-se à formação de cadastro de reserva nos níveis médio (cargos de técnico judiciário - área administrativa; técnico judiciário - área administrativa - especialidade Segurança e Transporte; e técnico judiciário - Apoio Especializado - especialidade Operação de Computador) e nível superior (analista judiciário - área judiciária; analista judiciário - área administrativa; analista judiciário - Apoio Especializado - especialidade Contadoria; e analista judiciário - área judiciária - especialidade Execução de Mandados). Para concorrer ao primeiro cargo, o candidato precisa ter somente o nível médio completo. A exigência para o segundo é possuir graduação em Direito, exceto para a área administrativa, onde o participante pode ser graduado em qualquer curso.
O órgão engloba 13 estados - Minas Gerais, Bahia, Piauí, Maranhão, Tocantins, Goiás, Mato Grosso, Pará, Amapá, Roraima, Rondônia, Amazonas e Acre - além do Distrito Federal. As remunerações são de R$3.993,09 para nível médio e R$6.551,52 para nível superior.

As inscrições ao Concurso serão realizadas exclusivamente no site da Fundação Carlos Chagas: www.concursosfcc.com.br, por meio do Formulário de Inscrição via Internet, no período de 10 horas do dia 7 as 14 horas do dia 18 de fevereiro, observado o horário de Brasília.
Embora as vagas não sejam imediatas, o tribunal tem a tradição de chamar bastante aprovados, como ocorreu na última seleção, quando mais de 300 candidatos foram convocados, como informou o setor responsável por seleções do órgão. No último concurso, realizado em 2007, foram oferecidas 115 vagas para os mesmos cargos mais analista judiciário (área de apoio especializado - especialidade Odontologia), técnico judiciário (área de apoio especializado – especialidade Contabilidade) e auxiliar judiciário (área de Serviços Gerais - atribuição Básica Serviços Gráficos).
Os vencimentos variavam de R$1.446,34 a R$4.034,63, para jornadas de trabalho de 40 horas semanais. O prazo de validade da seleção foi de dois anos, prorrogável por igual período e a estabilidade, garantida pelo regime estatutário. Na época, a organizadora também foi a Fundação Carlos Chagas.
A seleção será realizada no dia 27 de março e consistirá de prova objetiva para todos os cargos, com questões de Conhecimentos Gerais, Conhecimentos Específicos mais uma redação somente para os analistas. Para a função de técnico judiciário, área administrativa, ainda será proposta uma prova prática de digitação. Aqueles que irão concorrer ao cargo de técnico judiciário, área de serviços gerais - especialidade segurança e transportes fizerão teste prático de capacidade física. E para a função de auxiliar de judiciário, área de Serviços Gerais, será aplicada a avaliação prática de serviços gráficos.

Fonte : FolhaDirigida

0 comentários: